Publicado em 24 de julho de 2019

COQUETEL MARCA A ABERTURA DO RESTAURANTE CASA GRAVIOLA, NA 202 SUL
Especializado em alimentação saudável, empreendimento tem origem carioca

Brasília ganhou um novo estabelecimento especializado em comida saudável. De origem carioca, a Casa Graviola abriu as portas na 202 Sul, na última quarta-feira (17/07/2019), em um coquetel privê. Franqueado da marca na capital, Felipe Flausino recebeu 80 convidados para a inauguração.

Influencers, amigos e jornalistas prestigiaram o evento, além do casal Abner e Manoela Cabral, idealizadores da marca. A Casa Graviola também opera no Leblon e na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e em cidades como Vitória, Fortaleza e São Paulo. A próxima inauguração será em Salvador.

Com menu amplo, o estabelecimento prioriza alimentos orgânicos e nutritivos, além de opções veganas. Delícias como peixes, omeletes, frangos, wraps, cheesecakes, pudim de chia e tapioca compõem o cardápio. Tilápia com purê de banana-da-terra e farofa de castanhas, atum fresco no teriyaki e quinoa com manga, frango orgânico com pesto de manjericão e abóbora assada e arroz negro são os carros-chefes.

(...)

Fonte: Portal Metrópoles

Publicado em 19 de julho de 2019

NOITE INTIMISTA MARCA INAUGURAÇÃO DA CASA GRAVIOLA EM BsB


Aproximadamente 80 convidados celebraram a chegada do restaurante saudável na capital

O roteiro dos restaurantes saudáveis brasilienses acaba ganhar uma nova parada. Nesta quarta-feira, 17, a Casa Graviola abriu suas portas oficialmente na capital federal.

À frente do empreendimento está Felipe Flausino, franqueado da marca. Entre amigos, familiares, influencers e representantes da imprensa, ele comemorou a chegada do gastrospot. Os idealizadores da marca, Abner e Manoela Cabral também marcaram presença no happening


 
“Trouxe o Graviola para Brasília, porque estava em busca de um modelo de negócio voltado para alimentação saudável feito com amor, carinho e com propósito. Aqui na cidade, somos carentes de serviço e novas propostas e eu encontrei na marca tudo isso que eu estava buscando”, afirma Felipe.



Localizado na movimentada quadra 202 Sul, o restaurante prioriza alimentos orgânicos e nutritivos com foco em sugestões saudáveis. O amplo cardápio tem diversas opções, inclusive veganas, e promete agradar à todos.

Na noite de inauguração, os convidados puderam degustar as delícias do cardápio em um ambiente descontraído e sem mesas. Pratos famosos da rede como, tilápia com purê de banana da terra e farofa de castanhas e quinoa com manga e do frango orgânico com pesto de manjericão, abóbora assada e arroz negro, foram servidos no formato finger food.

DJ Nice Moanna ficou responsável por animar a noite intimista, no ambiente rústico e aconchegante da Casa Graviola.




Confira mais detalhes da noite:


























Fonte: GPS Lifetime

Publicado em 25 de maio de 2019

DIRETO DO RIO DE JANEIRO, CASA GRAVIOLA DESEMBARCA NA 202 SUL

Direto do Rio de Janeiro, Casa Graviola desembarca na 202 Sul

Rede de restaurantes carioca especializada em alimentação saudável abre as portas em julho

A Casa Graviola não é só instagramável. Os pratos além de serem bonitos são realmente deliciosos. Eu particularmente sou fã da marca, pois claramente ela não vem apenas como uma proposta de modinha de alimentação saudável. Ela vai além.
 
Em Brasília, a “onda” de estabelecimentos com esse conceito tem feito sucesso. A rede tem à frente os sócios Abner e Manoela Cabral — ele, sempre com uma alma empreendedora, largou a carreira militar e se especializou em Gastronomia. Ela, filha de comerciante, designer de moda, e responsável por toda a parte de identidade da marca, que hoje dá seus primeiros passos como franquia, mas já com futuro promissor. Porém, quem vai capitanear a loja da Capital Federal é Felipe Flausino - que largou a área da Educação para enveredar na Gastronomia. 

“Eu acredito na essência da marca. Sou suspeito para falar, mas a Casa Graviola tem tudo a ver com Brasília”, contou Flausino, em primeira mão à coluna. A loja, que está em reforma ficará localizada no antigo Mercadito, na 202 Sul. A previsão de abertura é segunda quinzena de julho


No cardápio, saladas e entradas, tapiocas, opções veganas, hambúrguer funcional, pratos infantis, bowls, sucos, sobremesas, entre outros. Os destaques ficam por conta da tilápia com purê de banana da terra e farofa de castanhas, do atum fresco no teriyaki e quinoa com manga e do frango orgânico com pesto de manjericão, abóbora assada e arroz negro. 
A Casa Graviola é uma marca carioca, com lojas no Leblon e Barra da Tijuca e em outras cidades, como Vitória, Fortaleza e São Paulo. Além de Brasília, Salvador está prestes a inaugurar uma nova unidade. 


Conhece a Casa Graviola?

“Sobre 4 rodas o Graviola surgiu, ou melhor, antes dele nascer em forma de food truck, o projeto já tinha uma semente: os jantares na nossa casa. Entre almoços e jantares na floresta, nós só revelávamos o menu após todos terem terminado o prato, e sempre era o mesmo tipo de indagação: ‘Como é inhame se é tão bom?’ ou ‘eu odeio batata doce e amei isso aqui’. Bingo! O Graviola nasceu ali”, contam Manu e Abner. 



Mas, e qual era a inspiração para pratos tão diferentes e cheios de sabor? “Amantes de viagens, nós fomos provando cada vez mais novos sabores pelo mundo e adaptando em uma receita aqui e outra ali, uma pimenta da Jamaica, um tempero da Turquia, a vida de Bali. Após 2 anos em formato de foodtruck e muito animados, decidimos que era a hora de ter uma casa maior e receber mais amigos. A Casa Graviola surgiu! Assim como fizemos na nossa mesa de jantar, no food truck e agora na casa: Servir amor em forma de prato”, finalizam. 

Fonte: GPS Lifetime

Publicado em 31 de março de 2019

VEJA DICAS PARA SE PREPARAR NA HORA DE ABRIR UM NEGÓCIO

Para ter sucesso, o empresário precisa planejar tudo com antecedência, colocar custos na ponta do lápis e não esquecer da divulgação

Pequenas Empresas & Grandes Negócios deste domingo (31) traz dicas para abrir um negócio. Para ter sucesso, o empresário precisa planejar tudo com antecedência, colocar custos na ponta do lápis e não esquecer da divulgação.

Para abrir uma unidade de franquia de comida natural em São Paulo, por exemplo, as quatro sócias investiram R$ 350 mil reais, entre taxa de franquia e reforma. Foram quase quatro meses para deixar tudo pronto para a inauguração.

O dono da rede de franquia de comida natural, Abner Lopes, diz que é importante sempre fazer ajustes para no grande dia estar tudo redondo. Na unidade de São Paulo, o primeiro desafio foi achar o ponto ideal para atender o público que a franquia quer atingir. A segunda etapa foi a reforma do imóvel.

Uma das franqueadas do negócio, Alessandra Yume Tujisoki, disse que a obra saiu do cronograma planejado e atrasou. O restaurante, primeiro abriu em período de testes, o chamado “soft opening”, ou pré-lançamento - ele é feito, geralmente, 15 ou 10 dias antes da inauguração oficial.

Quatro meses de reforma, dois dias de testes e a nova unidade da rede de restaurante de comida natural fez os ajustes finais para o grande dia: abrir as portas oficialmente para o público.

O consultor de negócios Haroldo Matsumoto explica que o ideal para uma inauguração é que se organize com 2 meses de antecedência. "É preciso programar ações como convite e avisar pessoas envolvidas até a data do evento".

O consultor também dá outras dicas:

  • Não escolha dia de jogo de futebol importante ou feriado para a inauguração.
  • Divulgue a data em redes sociais com fotos dos pratos.
  • Faça promoções para atrair mais público para o grande dia.
  • E claro, o dono tem que estar presente.
Depois de dois dias da abertura só para amigos e convidados, finalmente aconteceu a inauguração oficial. Com todos os ajustes feitos no período de testes, a inauguração foi um sucesso. A rede já tem restaurantes em quatro estados.

Fonte: G1

Publicado em 10 de maio de 2019

O SABOR E O PRAZER DO LEVE E DO SAUDÁVEL 



Casa Graviola tem um estilo muito voltado para nossa cearensidade. Muitas são as peças alusivas ao nosso artesanato colocadas em paredes e nichos. São figuras e objetos em madeira rústica e muitos detalhes que exaltam a criatividade do Ceará. Katherine Lima trouxe essa franquia do Rio de Janeiro e ela mesmo diz que, quando entrou na loja para conversar com os proprietários, o que mais chamou sua atenção, inicialmente, foi exatamente esse toque rústico e alusivo à nossa artesania. "Eu me encantei à primeira vista. Comecei a pesquisar sobre a Casa Graviola. As fotos me traziam boas memórias devido a interseção com a nossa cultura. Quando conheci os franqueadores tive uma ótima impressão e desde que abri a Casa Graviola temos mantido um ótimo relacionamento", conta.
Katherine vai mais além quando se volta para o cardápio e diz que a franquia envia o menu e, a partir de então, todos os pratos e insumos são preparados dentro da Casa Graviola. "Nós compramos os insumos indicados e posso afirmar que dentro da proposta de uma culinária saudável temos atualmente excelentes fornecedores, que se dedicam a cultivar o que existe de mais adequado aos nossos pratos", destaca.

Em relação à aceitação durante esses cinco meses de abertura, Katherine diz ter ficado bastante surpreendida. "Os nossos pratos são veganos e vegetarianos. Mas você pode ver pelas fotos como eles são bonitos esteticamente e também são muito saborosos. Eu não tinha ideia de quantas pessoas na cidade se encontravam em busca de uma alimentação mais saudável preparada com vegetais frescos e de sabor agradável ao paladar com muito requinte na apresentação dos pratos. Eu consegui nesse período um bom grupo de pessoas dedicadas, que estão aqui voltadas para atender da melhor e mais agradável maneira nossos clientes".
Quando pergunto a Katherine qual o público que tem frequentado a Casa Graviola ela me responde com segurança que 80% é composto por mulheres. Mas admite que os homens estão começando a chegar e que esses 20% está se tornando uma clientela fixa. "Eles estranham. Porém, depois percebem o quanto a culinária vegana e vegetariana é importante após sua ingestão devido ao conforto causado no organismo". Katherine considera que os jovens ainda têm uma certa reserva. Aqueles que têm degustado acham a comida saborosa e bonita. É tudo uma questão de tempo e de descoberta. Porque é algo novo comer sem gordura, sem nada que deixe o estômago desconfortável devido ao peso do alimento digerido e, também, perceber que você está fazendo uma receita à base de legumes e verduras sem carnes e seus derivados".



Fonte: Jornal O Povo

Publicado em 03 de abril de 2019

REDES SOCIAIS, GERAÇÃO Z E COMIDA SAUDÁVEL: O QUE ELES TEM EM COMUM?



Em 2018 o mundo assistiu à chegada da vida adulta dos jovens que nasceram a partir de 2001. São os chamados nativos digitais, ou a Geração Z. E eles chegaram mudando tudo, alterando consideravelmente a forma como as pessoas usam as plataformas digitais, principalmente quando falamos em comunicação.

Isso fica bem claro quando se nota um crescente movimento nas redes sociais em relação a algo bem específico: as fotos de comida, de pratos bonitos e bem apresentados e a maneira como esses jovens tem lidado com a alimentação saudável. 

“Hoje uma das coisas que mais chamam a nossa atenção é quando os nossos clientes, principalmente os mais jovens, tiram várias fotos dos pratos assim que chegam à mesa, para só depois começar a saborear”, comenta Abner Lopes, sócio e fundador da Casa Graviola, franquia de restaurante com foco em alimentação saudável.

Mas não só a Geração Z faz isso, mas os Millenials (nascidos a partir dos anos 80) também compartilham dos mesmos hábitos, só que em menor escala. O fato é que as redes sociais assistem um boom de fotos que mais parecem ter saído de um cardápio elaborado, com a sensação de até imaginar o cheiro e o sabor do alimento.

Alimentação é o assunto com mais engajamento no Facebook
E se estamos falando de comida por fotos, vale dizer que a rede social em que há grande engajamento no quesito alimentação, é o Facebook. 

Segundo um levantamento feito pela iCustomer, 79% dos usuários da plataforma falam sobre comidas, alimentos saudáveis, dicas, receitas, elogios, entre outros. Destes, 12% são verdadeiros entusiastas sobre o assunto, sendo considerados lovers quando a alimentação ganha os holofotes virtuais. Já no Instagram as hashtags voltadas a gastronomia aparecem entre as 80 mais utilizadas, #food (252 milhões de utilizações), #foodporn (145 milhões) e #instafood (103 milhões). 

“As nossas páginas nas redes sociais realmente têm grande engajamento de público, tanto que 90% de nosso conteúdo são imagens que pegamos dos próprios clientes, que adoram falar sobre pratos que mais gostam, dos ingredientes, de como se alimentar bem é importante e por aí vai”, reforça Lopes.

E por falar em ingredientes, o Facebook elabora todos os anos uma pesquisa sobre os temas que serão mais falados durante os próximos meses, e para 2019 um dos assuntos que são destaque é justamente os ingredientes saudáveis para uma alimentação rica e balanceada. 

Um dos pratos mais pedidos é a Tilápia com purê de banana da terra e farofa de castanha
Agora, voltando a pergunta inicial: o que será que as redes sociais, a Geração Z e a comida saudável tem em comum? “Tudo. Além de ser incrível comer bem e de forma saudável, entendemos que é bem difícil não querer tirar uma foto perfeita de um prato lindo e delicioso. Então, se nossos clientes fazem isso, sabemos que estamos no caminho certo!”, finaliza o empreendedor.

Fonte: Mapa das Franquias

Publicado em 01 de abril de 2019

FRANQUIAS DE SUCESSO: 30 OPÇÕES PARA INVESTIR EM 2019

Aliar-se a franquias de sucesso é uma oportunidade de ouro para muitos investidores, especialmente para empreendedores de primeira viagem.

As franquias de sucesso são uma boa pedida para quem quer empreender sem ter que começar o negócio do zero. Afinal, essas redes já conhecem o mercado em que atuam, tendo acumulado uma longa experiência em seus setores e no franchising.

Na prática, isso significa que uma nova unidade já começa com uma vantagem competitiva: contar com um modelo de negócio já testado e aprovado. Não é preciso se preocupar com processos comuns para quem abre um negócio próprio, como busca de fornecedores, desenvolvimento de identidade visual e composição de mix de produtos ou portfólio de serviços. Além disso, os consumidores já conhecem a marca.

Para Mércia Machado Vergili, especialista em franchising e consultora da GSPP, é possível identificar o sucesso de uma franquia pelo rápido crescimento do número de lojas.

“Mas, deve-se ter atenção para outros detalhes que podem mostrar que, além de sucesso, é uma marca sólida. Algumas marcas podem ter um crescimento muito rápido por ser um produto de moda e a franqueadora não estar bem estruturada para suportar toda a demanda que receberá. Uma franquia de sucesso pode ser aquela rede que cresce de maneira estruturada, que seleciona bem seus franqueados, que dá suporte necessário para a boa operação da loja, que a unidade franqueada tem boa rentabilidade, que tem os franqueados antigos na rede e baixo índice de fechamento de loja”, esclarece Mércia.

O desempenho do franchising também chama a atenção para as oportunidades de investimento nesse mercado. Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o mercado brasileiro de franquias continuou crescendo mesmo durante a crise econômica enfrentada pelo país. Em 2018, o setor apresentou crescimento de 7,1%, somando um faturamento de mais de 174 bilhões de reais.

O número de negócios no franchising também cresceu em 2018. Ainda de acordo com a ABF, o número de redes de franquias cresceu 1,1%; são mais de 2,8 mil marcas de franquias em expansão. A quantidade de unidades também é um bom indicador do sucesso do setor: o número de unidades saltou de 146 mil para mais de 153 mil.

Mesmo com o cenário positivo, é fundamental se lembrar que é preciso ser cuidadoso. “Uma franquia, é um negócio, e como tal, tem riscos. Os riscos de abrir uma franquia são bem menores do que iniciar um negócio independente, mas existem”, comenta Mércia.

Assim, mesmo considerando todo o suporte de uma franquia de sucesso e fazendo parte de um mercado em franco crescimento, as franqueadoras não podem garantir o sucesso do franqueado. É preciso ter clareza de que a unidade franqueada só vai alcançar bons resultados com muito trabalho por parte do investidor.

“O franqueado tem o papel de operação do negócio. Para ter sucesso na operação, é importante que o franqueado faça o treinamento da franqueadora com muita atenção e que esteja presente no dia a dia da operação da sua loja e, em alguns negócios, que esta presença seja sentida pelos clientes, e não que o franqueado fique só nos trabalhos administrativos. É importante também que mantenha a loja sempre com boa aparência e suprimento de estoque”, indica a consultora da GSPP.

Por dentro das tendências
Saber aproveitar as tendências de mercado é uma boa forma de acertar na escolha de franquias de sucesso. Assim, além de contar com toda a estrutura da franqueadora, também é possível apoiar-se em um nicho que está na mira dos consumidores.

Nesse sentido, uma das grandes tendências para 2019, que vem ganhando espaço nos últimos anos, é a de negócios relacionados ao público fitness, bem estar e alimentação saudável. “Alimentação natural e tudo que atraia pessoas que querem se cuidar bem está em alta”, reforça Mércia.

O Brasil já é o quinto país no ranking de maiores mercados de alimentos e bebidas saudáveis do mundo, segundo a Euromonitor International. Um dos destaques desse segmento é o nicho de alimentos e produtos orgânicos. Dados do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), o setor cresceu 20% em 2018, chegando a um faturamento de 4 bilhões de reais.

Quando falamos do mercado de bem estar em geral, o que temos é um mercado trilionário: em 2018, esse setor movimentou 4,2 trilhões de dólares em todo o mundo, segundo dados do Global Wellness Economy Monitor, realizado pelo Global Wellness Institute.

Dentro desse setor, os nichos que mais se destacam são cuidados pessoais e beleza (que movimentou mais de 1 trilhão de dólares), alimentação saudável, nutrição e perda de peso (702 bilhões de dólares), turismo (639 bilhões de dólares) e fitness (595 milhões de dólares).

Assim, franquias de alimentação saudávelprodutos naturais, suplementos, academiasesportesroupas e acessórios esportivos e viagens podem ser uma boa aposta.
“Com o crescimento da população idosa, cresce também o número de franquias para atender idosos e esta é uma tendência para este e para os próximos anos”, comenta Mércia. De acordo com dados do IBGE, o número de idosos deve chegar a 25,5% da população brasileira em 2060.

Nessa área, é possível optar por franquias de cuidadores, cursos com foco na terceira idade, redes de saúde, entre outros negócios que focam na terceira idade.
“Energia renovável é outra tendência, que deve ter crescimento de demanda”, acrescenta a consultora. Franquias do setor de energia solar, por exemplo, são uma boa pedida nesse ramo.

As franquias baratas também são uma tendência. De acordo com o estudo “Tendências para franquias baratas 2019”, realizado pelo Guia Franquias de Sucesso, os interessados em investir nesse tipo de negócio buscam por modelos cada vez mais baratos: 51% do total de interessados está em busca de franquias de até 10 mil reais.
Os segmentos preferidos por esse público são Alimentação; Saúde e Beleza; Serviços; Cosméticos e Perfumes; Roupas e Calçados; e Turismo e Viagem.

Opções de franquias de sucesso para 2019
A seguir, selecionamos algumas marcas com histórico de sucesso no franchising e nos mercados em que atuam, considerando os principais nichos e segmentos em alta. São franquias de alimentação saudável, saúde, bem estar, beleza, serviços e energia com diferentes modelos de negócio e faixas de investimento.
Os dados de investimento são divulgados pelas empresas ou pela ABF.

(...)



A Casa Graviola é uma marca carioca que nasceu como um food truck e expandiu como uma rede de restaurantes especializados em alimentação saudável. A marca prioriza o uso de ingredientes orgânicos, naturais e frescos em seus pratos, que incluem entradas, sanduíches, refeições, wraps, omeletes, sucos, chás e sobremesas.

Investimento total:
 R$ 530 mil

Taxa de franquia: R$ 70 mil
Royalties: 6%
Faturamento médio: R$ 160 mil
Prazo de retorno: 14 a 24 meses

(...)

Fonte: Guia Franquias de Sucesso

Publicado em 03 de março de 2019

CASA GRAVIOLA, RESTAURANTE ORGÂNICO E NATURAL DO RIO, ABRE UNIDADE NO ITAIM


Salpicão de frango orgânico com maionese de inhame da Casa Graviola (Foto: Divulgação)

por Esther Morel

Depois de fazer sucesso como um food truck no Rio de Janeiro, a Casa Graviola cresceu e virou uma franquia, que já possui filiais em FortalezaVitória e agora chega a São Paulo, num dos bairros mais badalados da gastronomia, o Itaim Bibi.

A ideia da casa sempre foi de servir comida saudável, aproveitando a onda de pessoas que estão se preocupando cada vez mais com o que colocam no prato, valorizando ingredientes orgânicos e pequenos produtores locais.

Dentro dessa temática, é claro que o restaurante oferece diversas opções vegetarianas e veganas, mas também trabalha com peixes e frango. As saladas enchem os olhos, como a de abacate com abóbora, gengibre e cebola roxa (R$ 29,90) e a de folhas, quinoa, repolho, tomate-cereja, pepino, queijo vegano, rabanete, cenoura e molho de mostarda e mel de maçã (R$ 36).

As entradas são ótimas para abrir o apetite, como o atum fresco com gergelim, pesto de manjericão e tomate (R$ 46) e o carpaccio de palmito pupunha com molho de mostarda (R$ 19).

Os pratos veganos são muito variados. Tem a lasanha de vegetais (R$ 39) – abobrinha, berinjela, tomates e queijo vegano -, o nhoque de raízes com pesto de manjericão (R$ 44) e o risotto de couve-flor com ragú de cogumelos (R$ 41). Na seção com carnes, o salpicão de frango orgânico com creme de inhame (R$ 39,90), que leva cenoura, passas, milho, batata palha e folhas, é um sucesso, assim como o atum fresco no teriyaki e quinoa com manga (R$ 49).

Há ainda opções de lanches como o hambúrguer de quinoa com abóbora e barbecue da casa (R$ 29,50) e o hambúrguer de cogumelos com maionese de inhame e pesto de manjericão (R$ 39). Todos os sanduíches podem ser feitos com pão sem glúten.

Um dos fortes da casa são os sucos naturais, que vão desde os mais simples como limão e melancia (R$ 10,50 cada) até os mais elaborados, como o Equilíbrio (R$ 14,90), feito com couve, maçã, melancia e limão. Ainda é possível encontrar bowl de açaí, omelete, wraps, toasts e crepiocas, além de sobremesas saudáveis, como o brownie com sorvete (R$ 17,50). Opções não faltam!

Fonte: Revista Menu

Inscreva-se e receba nossas novidades
Copyright - Casa Graviola - Todos os Direitos Reservados